Reciclagem
O que você recicla em sua casa?
Garrafas Pet
Cx de leite Longa Vida
Latinhas de alumínio
Sacolas de Supermercado
Alimentos
Outros
Não reciclo nada
Ver Resultados

Rating: 3.3/5 (1526 votos)

ONLINE
2




Partilhe este Site...




♥ QUEM SOU EU ♥
♥ QUEM SOU EU ♥


"Uma mulher que trabalha com as mãos é uma operária; uma mulher que trabalha com as mãos e o cérebro é uma artesã; mas uma mulher que trabalha com as mãos, o cérebro e o coração é uma artista."


Autor Desconhecido. 



Quem sou eu

 


       Sou artesã e artista plástica, desde criança e faço todos os tipos de artesanato.

       A minha iniciação começou quando eu tinha 9 anos de idade, onde aprendi crochê com minha avó, ela ficava sentada no sofá fazendo suas encomendas, e eu ficava sentada nas costas dela olhando, até que ela resolveu me ensinar.

       Um ano depois comecei a aprender o tricô com uma vizinha, eu achava lindo ela ficar na varanda de sua casa, tricotando roupinhas de bebê e ao mesmo tempo vigiando os filhos que brincavam na rua, ela quase não olhava para o que estava fazendo, eu achava aquilo o máximo, então minha mãe combinou com ela um preço e ela me ensinou.

       Com 11 anos fui aprender o artesanato em couro no antigo INPS pois eles ministravam esses cursos, davam o material para o aprendizado e as peças que fazíamos ficava lá para serem vendidas, o curso era grátis, ali aprendi a fazer calçados, bolsas, cigarreiras e etc...

       Fui me aperfeiçoando, fazendo cursos de aprimoramento, e trabalhando muito nessa área.

       Quando já estava casada e com um filho pequeno, me comovi com a história de uma aluna minha que morava em outro bairro e teve sua casa invadida pelas águas de um rio que passava próximo, que estava com inúmeras garrafas pet em sua margem.

       A partir dali comecei a me interessar por esse material, queria tirar das ruas, dos lixos e dos rios essas garrafas, mas até ali eu só tinha conhecimento de aproveitamento dessas garrafas para artesanato fútil, eu queria confeccionar peças de utilidades, peças que as pessoas usassem no seu codiano, comecei a cortar, colar, lixar etc... E para a minha surpresa, fui encontrando a minha própria técnica de trabalho, em contra partida comecei a trabalhar com jornal, revistas, cxs de leite, e nunca mais parei.

       No dia 05 de junho de 1996, quando participava de uma feira pe artesanato pelo Dia Do Meio Ambiente, fui presenteada com um troféu pelo melhor artesanato reciclável, pelo SINDAAPA (Sindicato dos Artesãos e Artistas Plásticos de São Gonçalo).

       A partir daí não parei mais, fui decoradora de festas infantis e de 15 anos, confecciona tudo para festas e incluia sempre as garrafas Pet e jornal nas lembrancinhas.


       Comecei então a fazer exposições em municípios vizinhos que era composta de cestaria de jornal, trabalhos com latinhas de refrigerantes, caixas de leite longa vida, garrafas pets, enfim, todo material que certamente iria para o lixo.

       Essas exposições me trouxeram, no ano de 2001 para Iguaba Grande.
       Ao trazer o meu material para uma futura exposição, fui convidada pela Prefeitura Municipal para ministrar cursos em Escola Municipal, ensinando a técnica de artesanato em garrafa pet, pois a Secretária de Educação levou meu trabalho até o Prefeito e ele gostou muito.
       Me mudei para esse município, onde vivo até hoje. Sendo assim fiquei por mais de 1 ano trabalhando como contratada e ensinando o ofício a alunos da rede municipal e também ministrando oficinas na Casa de Cultura onde também trabalhava como secretária do Diretor.
       No ano de 2003 fiz o concurso público e passei em 1º lugar, ocupando então  o cargo  de Animadora Cultural no segmento de artes, que é a minha formação, tomando posse em janeiro de 2004.


   
    Eu era responsável por um grupo de artesãs, e viajávamos para municípios vizinhos, sempre com o apoio da Prefeitura.
       Tinha acesso a Rede de televisão local e sempre contava com reportagens realizadas tanto nas exposições em outros municípios, como na Casa de Cultura, pois também era responsável pela agenda de exposições de artistas plásticos e artesãos.
       Infelizmente, devido a meu trabalho, desenvolvi "Síndrome do Túnel do Cárpeo" na mão direita tendo que me submeter a uma cirurgia,  que me deixou em recuperação por 3 anos e alguns meses. Que também se juntou a problemas na coluna tais como ” Mega Apófise”  e “Hérnia de Disco” entre outros.

       Agora o médico perito está tentando me  reabilitar ao trabalho. Não poderei mais desenvolver a mesma função de antes, pois essa função requer um esforço físico para poder me locomover e brincar com crianças nos eventos, e esforço contínuo da mão direita. Teria então que me valer de algo em que eu pudesse usar principalmente toda a minha experiência como artesã e artista plástica, e que não me trouxesse nenhum dano a minha saúde.
       Gostaria de desenvolver um trabalho de reciclagem junto a população de nossa cidade, embora seja turística, tem uma arrecadação baixa e não tem mercado de trabalho.

Como artesã e artista plástica e pessoa consciente de todos os problemas que enfrentamos no meio ambiente, tenho um sonho, por isso desenvolvi o projeto Recicla-Arte

 

PS: Bom esse projeto já é uma outra história, pois nunca consegui que a Prefeitura levasse esse projeto adiante.

 

20-03-2011

09:11:45

 


topo